Aproveite a queda nos juros do financiamento imobiliário | Góes

 

Realizar um financiamento imobiliário e ter um imóvel próprio é o sonho de muitas pessoas. Muitas vezes, tirar esse plano do papel pode parecer difícil. Porém, com auxílio e assessoria da empresa certa, não é! 

Algumas dicas podem facilitar o processo. Uma delas é a resposta de uma dúvida muito recorrente entre os interessados em financiar um imóvel ou um terreno: qual é o melhor momento para fazer isso?

Para te ajudar, a Góes vai responder essa pergunta, além de te explicar um pouco mais sobre as etapas de um financiamento imobiliário e os juros. Vamos lá? 


COMO FUNCIONA O FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO?

Em um financiamento imobiliário, o banco oferece uma linha de crédito. Ou seja, a instituição empresta um valor para que você realize a compra do seu terreno, apartamento ou casa.

Esse valor emprestado será pago novamente ao banco pela pessoa que realizou o financiamento. O pagamento é feito em parcelas e, incluídas nessas parcelas, estão algumas taxas, como os juros do financiamento e o seguro. 

Essas parcelas são pagas durante um longo período de tempo e o pagamento pode durar até 35 anos para ser finalizado. 

O mais interessante é que não existe apenas uma modalidade de financiamento, por isso, você pode escolher aquela que mais se encaixa à sua situação! Olha só:


SISTEMA FINANCEIRO DA HABITAÇÃO (SFH)

Sendo o método de financiamento mais popular e difundido no país, nele é possível utilizar valores do seu FGTS para realizar o pagamento total ou parcial da compra do imóvel.

Essa modalidade também possui alguns detalhes importantes para você avaliar:

  • A taxa máxima efetiva de juros permitida é de 12% ao ano e não pode ultrapassar esse percentual;
  • O valor das parcelas não pode comprometer mais do que 30% da renda total declarada;

  • O programa Casa Verde e Amarela (substituto do Minha Casa, Minha Vida) é uma das iniciativas que se enquadra no Sistema Financeiro de Habitação;

  • O valor máximo de avaliação do imóvel é de R$ 1,5 milhão.


SISTEMA FINANCEIRO IMOBILIÁRIO (SFI)

Já no SFI, as diferenças são as seguintes:

  • Não existe valor máximo para a avaliação do imóvel;
  • Tem taxa de juros variável, podendo ultrapassar os 12% a.a estipulados no SFH;

  • Não permite a utilização do FGTS para pagamento.


A Góes te ajuda a avaliar qual é a melhor alternativa para o seu financiamento! 


QUANDO REALIZAR UM FINANCIAMENTO?

Sem dúvidas, aproveitar a hora certa é uma dica super importante para economizar. 

Uma palavra é essencial para quem deseja financiar um imóvel: planejamento! É imprescindível avaliar o estilo de vida e as necessidades da sua família. Com essa avaliação, você pode chegar às melhores condições de pagamento para a sua situação e traçar um plano para isso.

Também é importante lembrar que você precisará ter o valor da entrada antes de dar início ao financiamento. Por isso, planeje-se para economizar e poupar. Quanto maior a entrada, menores as parcelas e as taxas.

Ah, e não se esqueça: as parcelas de um financiamento não podem consumir mais do que 30% da renda total declarada.

Outra questão importante é avaliar o cenário do país. Agora, por exemplo, pode parecer um período conturbado, devido a pandemia do Coronavírus. Porém, não se engane: esse é um ótimo momento para realizar um financiamento, sabia?

Isso porque a Taxa Básica de Juros (Selic) passou de 3% a 2%. Sendo o menor patamar histórico já registrado, a queda favorece muito a capacidade de compra de terrenos e imóveis.

Outra medida que contribuiu ainda mais para que você realize o sonho da casa própria foi o lançamento de um pacote de medidas feito pela Caixa Econômica Federal. Seu objetivo é incentivar o fechamento de negócios — entre eles, o parcelamento das custas imobiliárias junto ao financiamento.

Em resumo, o melhor momento para realizar seu financiamento é agora!


Leia mais: É bom investir em imóveis?


ETAPAS DE UM FINANCIAMENTO EM CRICIÚMA

Depois de escolher o melhor imóvel para você, é o momento de dar início ao processo de compra. Se você optou pelo financiamento, algumas etapas serão necessárias:

1.Simulação do financiamento: a Góes te ajuda a realizar a simulação do seu financiamento;

2.Análise de crédito: seus dados e documentos entregues são analisados para verificar se o financiamento é possível. Se a resposta for positiva, será a hora de realizar outras análises: 

3. Análise jurídica: é feita uma análise da documentação do imóvel e do vendedor. A Góes sempre seleciona os melhores imóveis para você, com uma rígida verificação da documentação e da estrutura!

4. Avaliação do imóvel: nessa etapa, engenheiros avaliam o imóvel para verificar se ele se enquadra às condições do seu financiamento;

Se a resposta for positiva para as avaliações dos passos 2, 3 e 4, é hora da próxima etapa:

5. Na assinatura do contrato de financiamento, assinam o banco, proponente e vendedor do imóvel;

6. Logo após a assinatura, é feito o registro no Cartório de Imóveis de Criciúma;

7. Por fim, é feita a liberação do recurso financeiro.

Todas essas etapas são realizadas com a assessoria da Góes, que tem o papel de auxiliar você a comprar seu imóvel ideal!


Leia mais: Mais oportunidades para financiar a casa própria


ENCONTRE SEU IMÓVEL EM CRICIÚMA

Agora que você entendeu mais sobre um financiamento imobiliário, é hora de dar início ao seu sonho do imóvel próprio! 

A Góes trabalha para te auxiliar em todas as etapas, desde a escolha do imóvel até a última etapa do financiamento. São inúmeras opções de imóveis à venda em Criciúma e região.

Vamos comprar seu imóvel em Criciúma? Conversando com a nossa equipe, você pode escolher entre várias alternativas de bairros e imóveis. 

Nosso setor de vendas está à disposição para tirar suas dúvidas e realizar seu sonho!

Voltar